Seguidores

BEMVINDOS0001A


É PRECISO APRENDER, ENTENDER, UNIR E CONHECER
O ALFABETO DO AMOR
QUE É A LINGUAGEM DOS SILENCIOSOS".
By Therê Sant' Anna 

A LINGUAGEM DOS SURDOS


 
 ALFABETO MANUAL DOS SURDOS

A voz dos surdos são as mãos que pensam, sonham e expressam.
A Língua de Sinais envolve movimentos que podem parecer sem sentido para muitos, mas que significam a possibilidade de organizar as idéias, estruturar o pensamento e manifestar o significado da vida para os surdos. Pensar sobre a surdez requer penetrar no mundo dos surdos e ouvir as mãos que com alguns movimentos nos dizem que é possível o contato.
Não é fácil para o surdo, assim como para os ouvintes, entenderem uma “cultura” diferente.
Para que não seja estrangeiro na cultura do outro, é necessário que se aceitem mutuamente e se respeitem como pessoas dignas.
Eles precisam de sua língua especial, a LIBRAS, que tem ritmo e vibração diferentes para se comunicarem. Os surdos são bilíngües. Para trabalhar com surdos, é preciso, antes de qualquer coisa, aprender.
É preciso entrar para a cultura, ir ao seu encontro, ouvir e entender seu silêncio, a sua língua, aceitá-lo e falar sua linguagem.
Uma forma mais radical para os processos é a Humanização e a construçao de identidade surda, ás diferentes culturas, que levam o surdo, a constituir em sua própria identidade, dentro de sua própria cultura.
O governo e a sociedade discrimina o surdo, pela falta de comunicação total, a falta de informação, falta legenda de todos os canais da Midia e outros..
Os surdos não podem ouvir, mas podem perfeitamente ouvir com os olhos e falar com as mãos que é a chave de uma boa comunicação..
È de grande importancia os surdos se comunicarem através da Lingua de sinais e de Orofacial...
Os surdos são pessoas que tem os mesmos direitos, os mesmos sentimentos, mesmos receios, mesmos sonhos, assim como todos nós..
As familias que muitas vezes desprezam os surdos dando a eles total liberdade, assim faltando uma boa convivência, diálogo, confiança, que os levam a um mau caminho....
A fim de aprender a finalidade e o sentido da vida, é preciso amar a vida por si mesma que se aprende a viver melhor.
Os surdos fazem parte de uma nação..
Semeie mais amor, respeitar o SER..
Dar oportunidades iguais a todos..

"Mãos do Sorriso,
Nas mãos um brilho,
Alegre, Criativa,
Espontânea, que encanta
Com seu Charme,
Mãos são sofisticadas
Sem perder a graça
Mil Humores, Mil Estilos, Mil tons,...
Um mundo de possibilidades,
Se Permitir, Se Expressar, Se Experimentar,
Conhecer  a si mesma..
Therezinha Sant' Anna
www.Maynababy.com Gifs Animados


O SURGIMENTO DA LINGUA DE SINAIS

Como surgiu a Língua de Sinais

Para se falar no surgimento da Língua de Sinais é impossível não se falar na educação de surdos, pois foi através da busca do melhor método de educação para eles que surgiu a língua de sinais.
O grande precursor na educação dos surdos foi o monge beneditino Ponce de Leon.
O monge espanhol criou uma escola para crianças surdas em seu monastério. 
Leon alcançou êxito. 
O método utilizado era a escrita, a repetição de palavras faladas e a indicação de objetos.
Juan Pablo Bonet, educador espanhol, também se dedicou a ensinar crianças surdas de berço nobre. Não se sabe ao certo, mas acredita-se que Bonet utilizava o mesmo método que Leon. Porém Bonet insistia que todos os integrantes da casa de uma pessoa surda utilizassem o alfabeto manual.
Em 1620 surge o primeiro livro de linguagem de sinais com o alfabeto manual. O objetivo era que a criança aprendesse visualmente as letras e também vocalizasse-as.
Mas o grande criador e divulgador da Língua de Sinais foi o francês Charles Michael de L'Épeé (1712-1789). 
O abade e recém ordenado L'Épeé conheceu duas surdas gêmeas. 
O padre que as ensinava havia falecido e L'Épeé assumiu a missão.
O padre francês acreditava que a língua de sinais era a língua natural do surdo, ou seja, sua língua mãe.
A primeira escola para surdos surge em Paris em 1755 fundada por L'Épeé. 
Além de professor e diretor, L'Épeé escreveu um livro sobre seu método de ensino, um dicionário e uma gramática. 
O francês acreditava que não adiantava ensinar os surdos a falar. 
 O objetivo era que o surdo aprendesse a se expressar e a compreender ideias e pensamentos somente através dos sinais.
Quando L'Épeé faleceu o abade Sincard assumiu a escola.
Quem trouxe a Língua de Sinais para o Brasil foi o professor francês Hernest Huet, também surdo, em 1855. 
Ele conseguiu o apoio do Imperador Dom Pedro II e em 1857 fundou o INES, Instituto Nacional de Educação dos Surdos, que existe até os dias de hoje.
E dessa forma a Lingua de Sinais surgiu e chegou ao Brasil.

Sinta o vento

α cσмυnιcαÇÃσ αcσnTєcє
"Quando sentires um ventinho pertinho do teu rosto  
nao te assustes porque será Jesus Cristo
a entregar-te um beijinho meu"
Bom fim de semana!
Bjssssss
Terezinha

QUERIA SER


Queria ser flores
para seu caminho enfeitar.
Queria ser a suave brisa da primavera
para sua mente refrescar...

Queria ser o perfume que exalam as flores
e assim o ar que respira fosse
tão suave e delicado quanto você.
Queria ser o seu destino para senti-la
em mim percorrer...

Queria ser a felicidade para poder
ver os seus olhos sempre brilhando,
e a alegria para ver em sua face
um lindo sorriso a todo instante...

Queria ser seu coração
para sempre vê-la calma e serena.
Queria ser seu sono
para lhe dar lindos sonhos.
Queria ser o desejo e poder realizar
todos os seus devaneios...

Queria ser os raios do sol para
entrar em sua vida
ao nascer de cada manhã.
Queria ser a sua sombra
e estar com você a todo momento...

Mas, como não posso ser tudo
que desejaria sou apenas
o pensamento e assim posso
estar contigo todo momento
quando em mim você pensar...

É PRECISO APRENDER MUITO MAIS



Precisa aprender muito mais.
Todos aqueles que valorizam o Ser Humano e fazem o melhor para poder conhecer a forma e a maneira de ser de cada um.
Como em entender aqueles que tem maneiras diferentes de se comunicar com as pessoas, ainda que seja dificil, sempre haverá uma de existir tal comunicação entre o Ser Humano.


Aquarela azul

Pousada sobre a flor,
frágil e bela em demasia!
Tão diáfana que não se sabia,
o que era borboleta, flor...
ou se era só poesia!
Tremem as pétalas liláses
ao vento breve.
Fremem as asas anis
à brisa leve.
E há um céu sem nuvens
no olhar do poeta,
entre o azul das asas
e o azul da pétala.
Lenise Marques
by Therezinha





Resultado de imagem para gatinho gif animado

Video deficientes auditivos e surdos

Loading...